domingo, 4 de setembro de 2011

Super Nintendo: 20 anos de sucesso!

Sim, o post chegou um pouco atrasado, mas esta é uma data que não podia passar em branco
     13 de agosto de 1991. Era lançado na América do Norte o console que mudaria totalmente o modo como jogaríamos videogame. O console que definitivamente consolidaria a Nintendo no mercado de games. O console que faria um sucesso extraordinariamente grande e conquistaria o mundo. Era lançado o Super Nintendo Entertainment System, vulgo SNES, que está completando seus 20 aninhos de glórias, sucesso, nostalgia, qualidade e, acima de tudo, diversão.
     Quem nunca ouviu falar do Super Nintendo? Aquele console dos anos 90 que esteve presente nos lares de muitas famílias mundo afora? É, antes do reinado do PlayStation 2, houve sim um sistema capaz de se consolidar entre os jogadores e de se tornar extremamente conhecido e popular. O Super Nintendo, mesmo só chegando oficialmente ao Brasil em 1993, se tornou a maior febre entre os jogadores de videogame da época e, mesmo alguns anos depois, já com o PlayStation 1, o Nintendo 64 e o Sega Saturn no mercado, o sistema de 16-bits da Nintendo continuava reinando em boa parte das estantes de muitos gamers.
     Eu, como fã assíduo e dono de um Super Nintendo, não poderia deixar de prestar esta homenagem ao console que simplesmente marcou um geração (e até hoje faz a alegria de muitos que ainda tem a felicidade de ter um bichinho desse funcionando! [ eu! :D ]). Confira o especial sobre esse console, preparado especialmente para esta data tão significativa na história dos videogames!

Dos baralhos aos eletrônicos
     A Big N, como é conhecida pelos jogadores, era uma fabricante de baralhos japoneses do jogo tradicional Hanafuda. Nos anos 80, com a febre dos videogames, a empresa decidiu entrar nessa onda também, lançando o Nintendo Entertainment System, popular NES, e conhecido aqui no Brasil como "Nintendinho". Esse console foi responsável por salvar a indústria dos videogames do "crash" dos anos 80 causado pela altíssima quantidade de consoles e jogos ruins que preenchiam as prateleiras das lojas da época. O NES da Nintendo contava com games muito melhores e mais agradáveis do que os títulos que se via na concorrência. Gráficos mais bonitos, joystick inovador, sons melhores e diversos outros fatores fizeram a Nintendo se consolidar no mercado dos jogos eletrônicos.


A Nintendo embarca na onda dos 16-bits!


     À princípio, a Nintendo não tinha planos de se tornar uma indústria de games. Iria produzir o NES, o NES, o NES e apenas o NES. E ponto final. Mas não foi isso que aconteceu.
     O Master System da Sega, mesmo sendo até mais popular que o Nintendinho aqui no Brasil, estava perdendo para o seu concorrente no resto do mundo. Foi então que a Sega decidiu entrar (e inaugurar) a nova geração de videogames: a dos 16-bits! Com seu Mega Drive, a Sega deu origem à uma geração de gráficos mais bonitos, sons mais limpos, jogos mais complexos, enfim, inúmeras novas possibilidades eram acessíveis com essa nova tecnologia. E foi aí que a Nintendo pensou: texto que o Willi acha que a Nintendo pensou: "Se a concorrência está forte, é porque temos potencial. E se temos potencial, porquê não continuar?"
     Foi aí que, depois de a Sega lançar o Mega Drive, foi a vez da Nintendo colocar no mercado o seu próprio sistema de 16-bits: o Super Nintendo Entertainment System! Sendo mais poderoso que o Megão em gráficos e sons (mas não em velocidade de processamento) o Super Nintendo conseguiu ganhar, como que num piscar de olhos, a preferência de um número grandíssimo de jogadores. Não que ele tenha desbancado o Mega Drive, pelo contrário, a guerra entre os dois foi algo longo e duradouro, e que é discutido até hoje em fóruns e sites especializados no assunto. Mas com certeza, aqueles que o SNES conquistou, ele conquistou pra sempre.


O motivo do sucesso
     O Super Nintendo conquistou legiões de fãs através do que ele era capaz de mostrar a nós quando dávamos uma bela assoprada na fita, colocávamos-a no console e apertávamos o power: Jogos simplesmente espetaculares, obras de arte de primeira linha, e uma diversão difícil de expressar, que só quem jogou e sentiu de verdade sabe do que estou falando.
     E o SNES não foi uma daquelas modinhas passageiras que somem com o tempo. Pra vocês terem uma ideia, o console foi produzido até meados do ano 2000, mesmo o mercado já tendo aparelhos muito mais potentes e de uma, duas gerações à frente, o SNES ainda era fabricado. Jogos para ele não saíam mais, mas o aparelho continuava em produção e circulação, fazendo a alegria de todos aqueles que queriam apenas um bom game para se divertir com os amigos, não se importando com gráficos, cenas cinematográficas, etc. E até hoje, há quem ainda compre o videogame e suas fitas só para reviver a experiência única que só o SNES consegue proporcionar.


Versões
     No Japão, onde foi lançado antes (ainda em 1990), o aparelho se chamava Super Famicom, e contava com um design pequeno e compacto.


Versão nipônica do SNES
     Ao chegar na América, em 1991 (que até 2011 são 20 anos, e resulta na data que estamos comemorando) o Super Famicom foi rebatizado para Super Nintendo Entertainment System, e ganhou um novo design: Maior, mais "caixotão", que dava mais presença à estante. Detalhe: muitos consideram esse design parecido com uma caixa de sapatos, mas eu não consigo encontrar semelhança...


Versão americana
     Mais tarde, a América ganhou um novo modelo, intitulado Super Nintendo Baby. É um design mais compacto e parecido com o modelo japonês, porém com o slot de fitas retangular do modelo americano (obviamente) e não o slot arredondado do modelo japonês.


SNES Baby
     Já na Europa, o modelo era uma mistura dos outros dois: levava o design do japonês, mas o nome do americano.


Modelo europeu
     O design das fitas também era diferente conforme a região. Os aparelhos japoneses e europeus possuíam slots de fita mais arredondados, assim aceitando fitas desse tipo. Já os aparelhos americanos contavam com um slot maior e mais retangular, comportando fitas desse padrão. Porém, as fitas redondinhas da Europa e do Japão também passam pelo slot do console americano, e se você destravar dois pinos que esse modelo de console possui, você joga perfeitamente as fitas de qualquer região no console americano, assim tornando-o o melhor modelo. Caso queira, você pode ler o tutorial de como destravar o SNES americano.


Fita japonesa à esquerda e americana à direita
     Vale ressaltar que existiam alguns modelos curiosos de fita, como aquelas que continham um jogo americano, mas o cartucho tinha design japonês. No caso dessas, eram piratas, e não exigiam a destrava do videogame.


Controle e influências


     O Super Nintendo é de longe o console que mais teve influência na indústria dos videogames. A começar pelo seu controle, um joystick com quatro botões de ação, e o primeiro na história a contar com botões de ombro (o L e o R), que até hoje são copiados pelos novos videogames que aparecem.
     Além do controle, o Super Nintendo também foi responsável pela criação de seu maior rival e responsável pela queda da Nintendo na era dos 128 bits: o PlayStation. Inicialmente, a Nintendo havia feito um contrato com a Sony para que esta criasse um periférico para o SNES que faria a leitura de CDs e assim, reproduziria games mais poderosos graficamente. Esse periférico se chamaria PlayStation. Mas houve um desentendimento entre as duas empresas, que resultou no rompimento do contrato entre elas, e assim, a Sony transformou aquele periférico em um console próprio, o PlayStation. Mais tarde, já na geração dos 128-bits, o PlayStation 2 simplesmente dominou o mercado, ocultando quase que totalmente o Nintendo Game Cube, sistema de 128-bits da Big N que tentou concorrer com o PS2. Pois é, o PlayStation teve sua origem lá atrás, no SNES, quem diria...


Jogos

Títulos que marcaram a vida de muitas pessoas
     O grande charme do Super Nintendo: seus jogos. Quem costuma ler listas de "os melhores jogos de tal console" deve ter notado que, quase sempre, os mesmos títulos repetem. Felizmente, esse não é o caso do nosso amiguinho de 16-bits aqui. O Super Nintendo possui uma incrível quantidade de jogos não só bons, mas ótimos. A imensa maioria dos games do console são de uma qualidade muito grande, fazendo qualquer um viciar e querer jogar até o fim.
     O SNES dispõe de uma biblioteca de jogos invejável a qualquer console. Tem pra todos os gostos, e é muito difícil você não gostar de algum. Jogos com fases marcantes (é nostálgico lembrar daquelas fases que você tentava, tentava e sofria até conseguir passar!) trilhas sonoras épicas e emocionantes (quem aí tem as músicas do Top Gear gravadas na mente até hoje?) gráficos lindíssimos (quanto tempo passei admirando Agrabah ao fundo das fases do jogo do Aladdin) enfim, os games do Super Nintendo são marcantes não por fama e nome, mas pela qualidade que eles apresentam por si só, e pela diversão incomparável que podem nos proporcionar.

Super Nintendo Entertainment System: Um console que jamais será esquecido!


     O SNES foi um videogame que marcou gerações, revolucionou a indústria de videogames, e claro, nos proporcionou inúmeros momentos de diversão. Um videogame realmente épico, que dificilmente será superado. Por mais que a tecnologia avance e que ele vá ficando velhinho, igual ao Super Nintendo jamais vai ter outro. Um console capaz de divertir qualquer público de qualquer idade, e que possui uma magia que poucos sequer imaginam possuir. Esta foi a homenagem do Point Games Brasil de 20 anos de Super Nintendo. Feliz Aniversário, SNES!!

10 comentários:

  1. Congratulações pelo post, snes forever!
    De longe o video-game que eu e 99% dos meus colegas/conhecidos de infãncia mais jogamos!
    Clássicos inesquecíveis,comprei o dingoo principalmente para emular snes, já que infelizmente não tenho mais o console a alguns anos,não é a mesma coisa mas já quebra um galhão!
    Estou jogando Crono Trigger, Mario Zelda, Top Gear, Donkey Kong........
    Putz Kra , me empouguei! Parabéns para o snes, e para Vç também, que relembrou este magnífico console!

    ResponderExcluir
  2. @Jorge, muito obrigado!

    De fato, o SNES marcou uma época, e como eu disse, essa data não podia passar em branco.

    SNES FOREVER!!!

    ResponderExcluir
  3. Gosto do Super Nes,mas o problema é o controle Digital, (esquerda,direita...),fica com uma bolha no dedo de tanto jogar SF Zero 2.

    ResponderExcluir
  4. Correção, apesar das fitas europeias terem o mesmo formato do japonês e encaixarem no SNES americano, elas não funcionam nele, apenas os japas. Os europeus tem algumas diferenças, como a corrente e a frequência elétrica e o sistema de cor. Quando você coloca um cart europeu no SNES americano, aparece um aviso na tela, ou o jogo fica bugado e preto-e-branco.

    ResponderExcluir
  5. @José Thiago O d-pad do SNES não é perfeito, mas acho ele MUITO superior ào do Dual Shock. Jogar jogos de luta naquela aberração é um sofrimento.

    ResponderExcluir
  6. Oi tenho dois SNES um baby o outro classico caixa,e varias fitas somando no total de 22,nao tem como esquecer Super Metroid e todos os Marios e Donkey Kongs,Demons Crest,Actrayser,Street Fighter,Mortal Kombat e muitos outros titulos que marcaram epoca,sem contar que o jogos sao de extrema competencia e grafico otimos que ate hoje sao lembrados com um controle muito facil de se adaptar a todos os tipos de jogos,muitos jogos com aquela classica porcentagem de 100% e o mais importante as trilhas sonoras apenas de serem em formatos midis sao muito marcante pois so de ouvilas denovo ja da muito prazer e logo lembra delas e fazemos ligacao com os jogos musicas marcantes,fez a diversao de muitos e ate hoje faz a minha diversao pois nao ligo muito pra eessas coisas de graficos,vejo mais a diversao do que isso graficos,na minha opiniao foi omelhor video game ja lancado....

    ResponderExcluir
  7. O SUPER NINTENDO CLASSICO FOI MEU PRIMEIRO VIDEO GAME... MAS TENHO ELE ATÉ HOJE E JOGO MUITO (TBM TENHO UM PS1, PS3)TENHO 15 ANOS, E O GANHEI A 10 ANOS APRENDI A DAR VALOR AS COISAS BOAS.

    ResponderExcluir
  8. Possuo meu snes desde criança, hj tenho 27, e ainda adoro ele, possuo apenas 6 fitas. Mas pretendo ter 30. Hj possuo um PS3.

    ResponderExcluir
  9. Pô Super Nintendo não tem o que dizer, fico sem palavras para falar mais o
    SNES é concerteza o melhor Video Game do Século passado
    Abraços a Todos...

    ResponderExcluir
  10. super nintendo e epico e jamais eu repito jamais vai sair do coraçao de quem e das antigas como eu e que teve a infancia baseada no nintendo tenho 23 anos mais minha vida foi maravilosa ao lado de 1 nntendo vlwwww ae

    ResponderExcluir

O Point Games Brasil é um lugar para troca de ideias! Eu dou as minhas por meio dos posts, e você, por meio dos comentários. Sua opinião é muito importante, mas tenha maturidade e responsabilidade para expressá-la. Comentários maldosos, com mimimi ou xingando todo mundo não serão permitidos, portanto não seja um troll. Faça sua parte para manter a internet um lugar saudável a todos. Promova discussões e debates, critique, elogie, opine! Mas sempre com educação e respeito.