sexta-feira, 1 de julho de 2011

Especial 20 anos de Sonic! Parte 2

     E aqui estamos com a segunda parte do especial de 20 anos de Sonic! Na parte 1 acompanhamos toda a trajetória do ouriço de 1991 a 1997, a era clássica da série. E a partir desta, a segunda parte, veremos o que aconteceu de 1998 até agora, a era moderna da série. C'mon dudes!

A chegada definitiva no 3D


     O Sega Saturn não havia emplacado, ao contrário, fez (diga-se de passagem) um fiasco, apesar de ser um sistema promissor. Então a Sega partiu para a próxima geração de consoles, criando o primeiro sistema de 128 bits do mercado: o Dreamcast! Foi que em 1998, saiu o primeiro game do Sonic para esta plataforma: Sonic Adventure. Um dos melhores games do ouriço até hoje, Sonic Adventure tornou-se um dos games mais vendidos do Dreamcast, e fez um bom sucesso entre os jogadores. Pela primeira vez Sonic e seus amigos se aventuravam por um mundo 3D, agora com humanos, com carros, enfim, era o nosso mundo! Sonic Adventure foi o marco da nova era dos jogos do Sonic. Este game popularizou vários personagens, como Big the Cat e Amy Rose, a ouriço rosa que até então só havia feito uma pequena participação no Sonic CD, do então fracassado Sega CD. Adventure também foi o game em que o vilão Dr. Robotnik passou a se chamar Dr. Eggman, e estabeleceu esse nome até hoje.

"You are a fake Hedgehog!"


     Em 2001, Sonic ganhou seu segundo game para o Dreamcast, intitulado Sonic Adventure 2, assim sendo a continuação de Sonic Adventure. A nova aventura finalmente permitiu aos fãs comandar o vilão Eggman, este estando à bordo de uma máquina lançadora de projéteis. Tails também deixara de correr com Sonic para subir à bordo de uma máquina no mesmo estilo. Mas, além destas novidades, tivemos o nascimentos de dois personagens que sem dúvidas encantaram os fãs da série: Rouge The Bat, uma ladra de jóias, e Shadow The Hedgehog, um ouriço negro criado pelo avô de Eggman. Ambos os personagens fizeram muito sucesso e aparecem até hoje nos games do Sonic. Shadow, em especial, conseguiu se tornar o personagem preferido dos fãs da franquia, segundo uma enquete feita no site da Sega no ano de lançamento do jogo.

Sonic na Nintendo?


     Infelizmente, o Dreamcast não passou muito longe do Sega Saturn e, tal como seu irmão mais velho, acabou não atingindo o sucesso e as vendas desejadas, ao ponto de quase levar a Sega à falência. Desde então, a Sega parou de produzir consoles, e até hoje vem produzindo apenas jogos para os consoles de outras empresas.
      Inevitavelmente, Sonic e seus amigos deixaram de ser exclusivos da Sega, e agora, apareceriam nos consoles das outras softhouses, tal como a Nintendo. Ainda em 2001, Sonic fazia sua estréia nos consoles Nintendo com o game Sonic Advance, para Game Boy Advance, o portátil nintendístico da época. Sonic Advance ainda recebeu duas continuações, Advance 2 e Advance 3, todas para o Game Boy Advance, respectivamente lançadas em 2002 e 2003. Enquanto isso, no Game Cube (console de 128 bits da Nintendo feito para competir com o PlayStation 2) Sonic Adventure e Sonic Adventure 2 ganharam remakes de altíssima qualidade, com gráficos melhorados e bugs corrigidos: estes são Sonic Adventure DX: Director's Cut e Sonic Adventure 2 Battle. Battle permaneceu exclusivo do Game Cube, enquanto DX ainda ganhou uma versão para PC.

Trabalho em equipe


     2003 foi o ano em que Sonic Heroes foi lançado, e foi a estreia de Sonic no PlayStation 2 e também no Xbox (o então recém lançado console da Microsoft), o game também saiu para PC e Game Cube, sendo esta última a melhor de todas as versões, segundo os fãs. As versões de Xbox e PC ficaram medianas, e a versão do PlayStation 2 foi um fiasco só, com bugs simplesmente ridículos e jogabilidade incrivelmente mal feita.
     A proposta do jogo é até bastante interessante, os personagens não andavam mais sozinhos, agora, toda a ação do jogo era em equipes de três: A Team Sonic com Sonic, Tails e Knuckles, a Team Dark com Shadow, Rouge e E-123 Omega, a Team Rose com Amy, Cream e Big, e a Team Chaotix com Espio, Charmy e Vector (esses últimos vieram de um jogo solo do Knuckles intitulado "Knuckles Chaotix", lançado para o Sega 32X, periférico do Mega Drive que não fez muito sucesso). Cada equipe contava com um personagem de velocidade, um de voo e um de poder, para que assim a ação do game fosse não só a velocidade mas também o trabalho de equipe entre os personagens. O jogo em si é muito bom, mas seus bugs tiram qualquer um do sério, e por consequência disso o game é mais mal avaliado do que deveria.

GTA Sonic


     Shadow The Hedgehog, o ouriço negro introduzido em Sonic Adventure 2, teve em 2005 seu jogo solo chamado Shadow The Hedgehog, lançado para as mesmas plataformas que o Heroes (no caso o Game Cube, PS2, Xbox e PC). Nesse game Shadow usava armas de fogo e munição quase maiores que ele, além de pilotar veículos como carros e motos. O game foi outro fracasso, pois foi tão mal feito quanto Heroes, e assim acabou não vingando.

Uma nova geração


     Em 2006 estavam chegando ao mercado os videogames da então nova geração (que para nós hoje é geração passada), o PlayStation 3, o Xbox 360 e o Nintendo Wii. A série do ouriço azul celebrava 15 anos naquele ano, e um novo game para comemorar esta data chegava ao PlayStation 3 e ao Xbox 360: tratava-se de Sonic The Hedgehog, sim, isso mesmo, com um nome igualzinho ao primeiro jogo. Os protagonistas seriam três ouriços, Sonic, Shadow e Silver, o ouriço branco de poderes psíquicos que fazia sua estreia no mundo Sônico naquele game.
     Falaram tanto do novo game, fizeram um fuzuê desgraçado em cima do novo lançamento, e por fim tivemos um grande fiasco, um aniversário de puberdade muito mal comemorado. Sonic The Hedgehog Next-Gen (como é apelidado pelos fãs da série) foi considerado o pior jogo do Sonic nesses então 15 anos de vida. Bugs, história fraca, enfim, um game péssimo, que deu início ao infeliz Sonic Cycle, um período nos jogos do Sonic ao qual os fãs vêm como "as grandes porcarias foram lançadas ali". Não joguei Sonic Next-Gen para falar alguma coisa, mas só repassei pra vocês o que li em outros sites, mas, se é tão ruim assim, nem quero experimentar, pode ser um Blu-Ray a menos no mundo...

Ao lado do [ex-]rival

     Paralelamente aos jogos da franquia principal, chegava em 2007 ao Nintendo Wii e ao Nintendo DS (o então novo portátil de duas telas da Nintendo) o game Mario & Sonic At The Olympic Games. No título, as franquias rivais que dividiram muitos jogadores na década de 90 (e até hoje) têm seus personagens disputando entre si as provas das Olimpíadas de Pequim 2008. Um game com uma proposta interessante, é bem melhor eles disputarem olimpíadas do que se tacarem no soco. Mario & Sonic ainda ganhou uma sequência em 2009, Mario & Sonic At The Olympic Winter Games, onde os personagens das franquias disputariam os jogos de inverno. E em 2012, o terceiro game dessa série será lançado, onde Mario, Sonic e sua turma disputarão os jogos Olímpicos de Londres em 2012, no game Mario & Sonic At The 2012 London Olympic Games.

A série Storybook


     O Nintendo Wii ganhou em 2007 um novo game do Sonic, intitulado Sonic and the Secret Rings. Este game colocava Sonic dentro dos contos do livro Mil e Uma Noites, e, junto de alguns elementos da própria franquia Sonic, fazia do ouriço o novo herói das arábias. O game não foi lá muito bem recebido pela crítica e também pelos jogadores, ainda mais por enfiar Sonic dentro de uma história dos livros de Ali Babá. Não bastasse isso, em 2009 o ouriço virou espadachim em Sonic and the Black Knight, um game que colocava Sonic dentro do mundo do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda. Não que esses dois títulos sejam ruins no sentido da palavra, mas não era isso que os fãs queriam. Por fim, o Sonic Cycle só continuou crescendo...

Sonic lobisomem


     Em 2008, depois de Secret Rings mas antes de Black Knight, chegamos ao ápice do Sonic Cycle: Sonic Unleashed chegava para PlayStation 2, Wii, PlayStation 3 e Xbox 360 para definitivamente afundar o ouriço. A Sega finalmente tinha aprendido a programar um game decentemente, então o jogo estava livre dos malditos bugs de câmera e de direção que assombravam os outros jogos. O problema agora estava no próprio jogo em si: totalmente chato e enjoativo. Sonic agora virava um lobisomem, e suas fases nessa forma não mais eram do que uma cópia mal feita de God of War. Em contraparte, também haviam fases com o nosso Sonic ouriço do qual gostamos, mas elas eram incrivelmente chatas, e em bem menor número do que as fases do lobo. O Sonic Cycle continuava crescendo...

A volta às origens


     Ainda havia uma salvação. Se a cada "novidade" que a Sega trazia ela só se cagava mais ainda, então era melhor não inovar, e sim usar a mesma fórmula de anos atrás. Em 2010, chegava para as redes online do Nintendo Wii, Xbox 360 e PlayStation 3 o game Sonic The Hedgehog 4 Episode 1, a última esperança de salvação da franquia. O game ressuscitara tudo que havia de bom nos games clássicos e, com uma pitada (não muito exagerada para não estragar o jogo) de inovação, criaram o game do Sonic ao qual todos esperavam. Defeitos? Apenas um: ser muito curto, afinal é o Episódio 1, ou seja, virão mais episódios por aí.

O fim de um ciclo


     Em 2010, finalmente, o Sonic Cycle havia sido quebrado. Sonic Colors era lançado para Wii e DS e, por incrível que pareça, foi um game tão bem feito que o compararam com o Sonic Adventure em matéria de qualidade. O novo título trazia uma inovação, os Wisps, pequenos aliens os quais Sonic deve resgatar, e em troca receber habilidades deles para combater Eggman. Tal inovação foi arriscada, afinal a Sega poderia mais uma vez estragar o jogo todo com suas ideias malucas, mas por sorte os Wisps foram bem acolhidos pelo público, e quem não gostou deles pode simplesmente não usá-los, afinal o uso deles é facultativo. Sonic Colors literalmente salvou a franquia, quebrou o Sonic Cycle e mostrou que boas séries podem se reerguer das fases mais ruins que alguém possa imaginar. Esperamos que continue assim daqui em diante.

"Happy birthday, Sonic!"

     Chegamos em 2011, aniversário de 20 anos de Sonic The Hedgehog. Um novo game do Sonic já está em produção, e ele se chama Sonic Generations. Por enquanto sabemos que ele sairá para PlayStation 3 e Xbox 360, cogita-se também uma versão para PC, mas não se sabe se ela vai sair realmente ou não. O novo game trará o Sonic moderno e o Sonic antigo em uma mesma aventura, onde eles terão de trabalhar juntos para mais uma vez vencer os planos de Eggman. Cada um terá suas fases, o Sonic moderno terá fases em 3D e o Sonic antigo terá fases em 2D. O game será lançado no último trimestre desse ano, e podem ter certeza que vai ser compra certa pra mim, isso significa que a análise dessa beleza ainda vai aparecer aqui no Point. Esperamos que seja um game tão bom quanto Colors ou 4, e que, desta vez, o aniversário do Sonic seja comemorado como ele realmente merece! Que venha Sonic Generations!


     Pois bem pessoal, essa foi a nossa homenagem de 20 anos de Sonic, agora, só nos resta esperar para que o futuro seja ainda melhor, com games de qualidade, que nos divirtam, nos emocionem e claro, sem perder a velocidade! Um grande abraço a todos você galera, até a próxima!

6 comentários:

  1. Ããããnnn,Willi,eu acho (lê-se com tom sarcástico) que o Sonic Adventure 2 não foi lançado em 2011...

    Mas tirando isso,muito bom mesmo o especial,desistiu de comprar o Sonic Unleashed de PS3?

    Bem,fico por aqui.

    ResponderExcluir
  2. Sonic Adventure lançado em 2011?!

    Ok, estou ansioso para jogar esse jogaço, Sonic Generations, já que eu tenho Xbox :D

    ResponderExcluir
  3. Sonic Adventure 2 em 2011 foi tenso mesmo, mas essas coisas acontecem, quem é blogueiro sabe.

    Gostei do post, Willi, parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Putz galera, que baita fail essa a minha! Mas já corrigi!

    @vibastos, sim, desisti.

    @Hyper Sonic, eu também, só que no PS3!!!

    @Alexandre, valew cara, eu que agradeço!

    ResponderExcluir
  5. Ah, muito bom!

    Agora do SA2 em 2011 foi beeeem tenso auauahuahua

    Esperando o Generations!

    ResponderExcluir
  6. Gostei do post, bem escrito.
    Mas o que toda aquela pornografia tem a ver com Sonic?

    ResponderExcluir

O Point Games Brasil é um lugar para troca de ideias! Eu dou as minhas por meio dos posts, e você, por meio dos comentários. Sua opinião é muito importante, mas tenha maturidade e responsabilidade para expressá-la. Comentários maldosos, com mimimi ou xingando todo mundo não serão permitidos, portanto não seja um troll. Faça sua parte para manter a internet um lugar saudável a todos. Promova discussões e debates, critique, elogie, opine! Mas sempre com educação e respeito.