domingo, 1 de maio de 2011

O primeiro console a gente nunca esquece!


     Hoje visitei o Gagá Games e vi uma matéria com o título: "O primeiro console a gente nunca esquece". Trata-se de um novo meme idealizado pelos caras do Gagá, onde vários blogueiros contam como foi sua experiência com seu primeiro videogame. Decidi integrar o Point nesse meme, e portanto farei uma matéria contando como foi a minha experiência com meu primeiro videogame, o Super Nintendo, o qual tenho até hoje.
     Pois bem, antes de começar, vale ressaltar uma coisa: a maioria dos blogueiros que estão participando desse meme são da casa dos 20 anos pra cima. Alguns tem até 30 anos ou mais. Logo, a maioria começou sua vida gamer com um Atari 2600, um Turbo Gamer, às vezes até um Master System, enfim, esses consoles mais antigos ainda da era dos 8 bits. Eu, enquanto escrevo essa matéria, me encontro com apenas 14 anos de idade. Porém, meu amor por games antigos e minha paixão pelos consoles hoje "de bengala", é tão grande quanto a dos gamers que viveram nessa época. Mas você deve se perguntar: "Como alguém tão novo pode gostar tanto de games antigos, sendo que nem sequer viveu direito nessa época?" A resposta está aqui mesmo, na matéria, então, senta que lá vem história!


     Bem, eu nasci em 1996, ano em que o SNES já saía de cena e o PlayStation começava seu reinado. Super Mario World, Donkey Kong Country e muitos outros, vieram antes de mim. Mas eu, graças a Deus, não sou como alguns pirralhos dos dias de hoje que não podem nem ver um jogo não-3D e já saem esculachando e chamando aquilo de lixo. Não, graças a God, eu não sou desse grupo. Sou tão amante dos 16-bits como alguém que tenha vivido na época deles.
     Bom, tudo começou três anos depois do meu nascimento, em 1999, pelo que meu pai me conta (pois eu não tenho a mínima lembrança, afinal eu era só um nenê). Meu pai é radialista, e na época, o sonoplasta (aquele que corta a voz do locutor e solta as propagandas) lá da rádio tinha um Super Nintendo, mas não jogava mais, e ofereceu a ele o dito videogame. Meu pai imaginou que eu gostaria de jogar, afinal, que criança que não gosta de videogame? Então ele comprou o Super Nintendo para mim, só que não veio com fitas. Então, ainda por cima, além de comprar o videogame, o velho teve de comprar as fitas, pois o videogame não era novo para vir com o Super Mario World.



     Pelo que me contaram, eu fiquei muito feliz com o videogame, imagina a criança que não fica? Porém não tinha fitas, então eu ainda não podia jogar. Nosso primeiro cartucho, pirata obviamente, foi Disney's Aladdin, que meu pai comprou numa loja que ainda tinha cartuchos de SNES à venda (na verdade, o videogame estava começando a sair de cena, mas não tinha sumido totalmente ainda, então não era tão difícil de encontrar fitas). E eu meu pai jogávamos muito aquele, que foi nosso primeiro jogo (quer dizer, meu primeiro jogo, pois o pai já jogava Atari). Me lembro de como eu e ele jogávamos juntos, nossa, dá até uns ataques de nostalgia. Com o tempo, vieram Mickey 3, que nós também adoramos, Lion King (rei leão) que também nos marcou muito, Super Mario World, o qual era eu quem jogava mais, pois o pai achava difícil, entre muitos outros. Eu sempre falo do pai porque, aqui em casa, todo mundo gosta de videogame, mas só eu e ele que jogamos, a mãe é do tipo "espectadora", ela só assiste, e às vezes até nos dava dicas.
     Os anos iam se passando. Depois de adquirir uma certa quantidade de fitas, minha coleção simplesmente ficou "estacionada", ela parou de crescer, pois quem comprava as fitas era o pai, não eu. Pela memória que eu tenho, a maioria das fitas veio meio que "tudo ao mesmo tempo". Depois, minha coleção só ganhou um "up" quando, no meu aniversário de ? anos, meu padrinho me deu Donkey Kong Country 2 de presente, e, no aniversário do ano seguinte, ganhei Sonic Wings, também de presente, mas fora isso, a coleção ficou parada. Teve uma ocasião em que um amigo meu veio aqui em casa para jogarmos Jurassic Park, e quando ele foi embora, minha fita das Tartarugas Ninja 4 havia sumido. Fui até a casa dele pra pegar a fita de volta, ele disse que não estava com ela. Pedi pra revistar o quarto dele e aproveitei para "passar a mão" num Maui Mallard in Cold Shadow que tenho até hoje, hehehe. Aquela fita das Tartarugas jamais foi encontrada, mas, anos depois, eu achei outra fita das tartarugas, e comprei aquela (a única fita que eu mesmo comprei, pelo que minha memória me diz). Por fim, fiquei com os dois jogos, tanto o Maui quanto o das Tartarugas, ou seja, não perdi nenhum!
     Mais tarde veio o NES, que meu pai comprou de um amigo dele. O NES já veio com uma quantidade considerável de fitas, mas a coleção ficou estacionada desde o começo, pois não se achava mais fitas para ele, eram aquelas e pronto. Mas eu me diverti do mesmo jeito! Também chegou o computador, que tinha um aplicativo chamado 390 jogos, onde era possível escolher e jogar entre 390 jogos de Mega Drive (os quais eu só vim a saber que eram de Mega Drive anos depois, com o advento da internet, pois pra mim eram jogos de PC). Em 2010 comprei um PlayStation 2. Mas por mais consoles e jogos diferentes que eu tenha ou venha a ter, nunca gostarei tanto de nenhum deles como gosto do Super Nintendo. Minha paixão por esse console é infinita, eu simplesmente adoro ele e, se hoje em dia ainda encontrasse jogos de SNES para vender, eu continuaria alimentando a biblioteca dele, pois pra mim, o SNES é e sempre será o melhor videogame de todos os tempos!

Coisas interessantes da época:

- Mesmo estando escrito "Super Nintendo" em cima do videogame, eu não o chamava de Super Nintendo, chamava apenas de "videogame". Vim a saber que era um Super Nintendo bem depois, com a ajuda da internet.

- Por consequência disso, teve uma vez que eu e meu amigo (que tinha um Mega Drive) trocamos uma fita pra jogar em nossos consoles. Porém, quando ele ligou minha fita no videogame dele e eu liguei a dele no meu, nada funcionou, visto que eram fitas de videogames diferentes. Mas, como eu disse, naquela época a gente não falava "Super Nintendo" e "Mega Drive", para nós era apenas "videogame".

- Tenho vagas lembranças de uma fita de vôlei que hoje não sei o paradeiro, e também da fita do Desert Strike, aquele jogo do aviãozinho no deserto, a qual também não sei o que aconteceu.

- Certa vez o SNES estragou, pifou de pifar mesmo, e meu pai comprou um SNES Baby, aquele modelo menor e mais compacto do Super Nintendo. Fiquei anos a fio com aquele e, um dia, fuçando o roupeiro, achei meu velho SNES, fui ligar e funcionou! Do nada! Por conta desse ocorrido, hoje tenho dois Super Nintendo: o modelo original e o baby.

- Todas as minhas fitas, exceto Maui Mallard e Lemmings, são piratas. Por conta disso, sempre que quero jogar Super Mario World ou Donkey Kong Country 2, tenho que começar da primeira fase. Foi por causa disso que até hoje nunca zerei Donkey Kong Country 2, por desistir em razão do longo tamanho do jogo. Mas gosto de ambos mesmo assim e os jogo como qualquer outro, a diferença é que no Donkey Kong eu não vou até o fim! XD

Updates, dia 10/12/2011: Hoje passando aqui por essa matéria, decidi fazer uma atualizaçãozinha. Pois bem: Esse ano (2011) eu comprei um PlayStation 3, e agora jogo SNES nele, pelo emulador, cuja emulação é perfeita, igualzinha à dos emuladores de PC. Jogar SNES de novo com meu pai é algo que não tem preço que pague! Antes de descobrir o emulador, comprei outras duas fitas originais de SNES, pelo Mercado Livre: Donkey Kong Country 1 e Super Bomberman 2. Ambos eu zerei. Também consegui zerar o Donkey Kong Country 2, um dia que eu peguei o jogo logo no começo da tarde e fui da primeira fase até o fim sem salvar. Problema resolvido!

     Como a imagem do SNES fica um lixo na TV LCD da sala, atualmente estou com os dois guardados. Funcionando, mas guardados. Afinal, como o emulador do PS3 é excelente, e a imagem fica muito boa e sem distorções (obrigado cabo HDMI) não há motivo para instalar o SNES agora. Mas eu não vou deixar o console lá parado, quando eu arranjar uma TV maiorzinha aqui pro meu quarto, eu vou instalar o console de novo e reviver os dias de glória, podem escrever!

     Bom, essa foi minha matéria para o meme do Gagá Games. Espero que tenham gostado. E vocês podem usar os comentários logo abaixo para contar como foram as suas experiências com o seu primeiro console! Até a próxima amigos!


Outros blogs que também estão participando do meme
Retroplayers - Memórias de um Lobo de Madeira - GLStoque - Jogando com os amigos - RetroNewsForever (Nessbitt) - RetroNewsForever (Tandrilion) - Videogame.etc.br - QG Master - Blog do Robson - Blue Rose Garden - Game Genius - 1/2 Orc (Parte 1) - 1/2 Orc (Parte 2) - Cosmic Effect - Arquivo do Woo - Vão Jogar - Cemetery Games - Nintendo Blast - Tecnicamente - CollNerdBR -  Dosers Games

17 comentários:

  1. Muito bom, Willi! Fico feliz que, mesmo com 14 anos, você seja um retrogamer! Quem dera meu primo de 17 anos fosse assim. =)

    SNES foi uma ótima maneira de começar sua vida gamística! Foi meu terceiro console mas foi o que mais durou, tanto que desde o natal de 1993 ele nunca teve descanso ou aposentadoria. Está instalado até hoje na minha casa, basta colocar um cartucho e jogar.

    Meu SNES conheceu várias TVs, e recentemente troquei seu velho adaptador RF por um cabo A/V, e agora está rodando em uma TV LCD na sala de estar. E felizmente o danadinho está longe de se aposentar! =D

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tenho quase todos os games da nova geração e antiga mais o qual eu me divirto mais é o meu velho nes comprado em 91 e meu nintendo 64 é muito massa

      Excluir
  2. Pois é, eu cresci com jogos antigos, só vim a conhecer os atuais de uns anos pra cá, então não tinha como eu não me tornar um retrogamer! Claro, também gosto muito de games modernos, mas os antigos sempre terão seu lugarzinho reservado aqui no meu PC e também na estante!

    Abraços Adinan!

    ResponderExcluir
  3. Belíssima história!
    Arrasô no começamento... mais uma prova de que a novíssima geração ainda tem salvação. Eu mesmo que não sou tão novo convivo com tantos que torcem o nariz para gamesantigos. Uma pena.

    Parabéns pelo post!

    PS: Arraso no Atualizamento de Banner!

    ResponderExcluir
  4. Legal Gabriel! Mas é, quem dera os mais novos gostassem dos games antigos. Sinto dizer isso, mas acho que o culpado disso é o PlayStation 2. Sim, eu tenho esse console, mas verdade seja dita, se não fosse por ele os gostos gamísticos das pessoas não seriam assim tão fúteis como atualmente. Tem nego que compra duzentos tipos de FIFA e PES e quando a gente tem Sonic 1 e Sonic 2 eles dizem:? "Não é tudo igual?" Pois é, essa é a sociedade gamística em que vivemos, infelizmente.

    ResponderExcluir
  5. Mais uma história que acrescenta mais um detalhe, como é incrivel ler tantas vezes o mesmo assunto e ainda achar legal, muito bacana o seu texto, gostei muito e já te adicionei lá no JCOAS

    ResponderExcluir
  6. Valew Solo! Ei, eu acesso seu blog já faz um tempinho, seus textos também são muito bons! Vou comentar mais lá!

    ResponderExcluir
  7. Fala Willi, blz? Cara me senti um veiaco lendo isso "Alguns tem até 30 anos ou mais" caraca, hahah, eu faço parte desse pessoal... hehe, comecei com o antigo 8-bits e... ah, não vou contar aqui, fiz um relato da minha experiência lá no QG, depois ve lá (http://bit.ly/kQVGwu)XD.
    Curti muito teu relato, principalmente as curiosidades (Coisas interessantes da época), muito legal mesmo.
    Abração!

    ResponderExcluir
  8. Bom eu to quase na casa dos trinta mas meu primeiro console também foi um SNES, he he he.

    E apesar do SNES ser um excelente console, não desdenhe tanto do PSX, tem muitos jogos bacanas pra ele também, inclusive 2D.

    ResponderExcluir
  9. entri no meme me coloca na lista aew
    http://planeta-snes.blogspot.com/2011/07/o-primeiro-console-agente-nunca-esquece.html

    ResponderExcluir
  10. Zera logo esse donkey kong cara... nem que vc deixe o super ligado de um dia para o outro.. Força aí!

    ResponderExcluir
  11. SERA QUE AINDA EXISTE PRA COMPRAR ADORAVA ERA MAIS LEGAL!

    ResponderExcluir
  12. Também sou um retrogamer, tinha um Polystation! rsrs
    Cresci também com SNES e Mega Drive! Esses sim que são consoles bons! Tem um moleque aqui onde eu moro de 7 anos, nunca ouviu falar de Super Nintendo! Oo
    Só Resident Evil 4 de PS2!

    ResponderExcluir
  13. E eu q ganhei meu SNES em 2008 com 14 anos, e quer saber de uma coisa? Adooreeii!! rsrs Nunca liguei pra essas coisas de q é antigo, fita, blá blá blá eu tenho até hoje e cuido MUITO dele pois gosto dele DEMAIS, não tenho coragem de vende-lo. Tbm tenho a mesma adimiração daqueles q viveram a época. Tenho 18 anos e ainda pretendo comprar muita coisa pro meu snes, como novos cabos (jogo usando o rf), novos controles e um flashcard, prefiro muito mais um snes do q um ps2. Tbm sou retrogamer!VIDA LONGA AO SNES!

    ResponderExcluir

O Point Games Brasil é um lugar para troca de ideias! Eu dou as minhas por meio dos posts, e você, por meio dos comentários. Sua opinião é muito importante, mas tenha maturidade e responsabilidade para expressá-la. Comentários maldosos, com mimimi ou xingando todo mundo não serão permitidos, portanto não seja um troll. Faça sua parte para manter a internet um lugar saudável a todos. Promova discussões e debates, critique, elogie, opine! Mas sempre com educação e respeito.